BOUNCER - O OURO MALDITO | O ESPINHAÇO DE DRAGÃO


BOUNCER - O OURO MALDITO | O ESPINHAÇO DE DRAGÃO

26,00
IVA incluído. Acresce custos de envio


Bouncer pensava em dias tranquilos depois de se livrar do infame João Feio. Mas ele deve saber que a lei do Ocidente é sempre implacável... Na cidade de Barro, o relojoeiro foi atacado e a sua filha, Gretel sofreu atrozes mutilações. Como poderia uma cara sem histórias e um pouco inocente ter sido submetido a tais atrocidades? Perseguindo os assassinos, descobre que sua rota se une à de um tesouro amaldiçoado no coração do deserto de Sonora, no México. Um lugar árido com lendas escuras, tão terrível que até os índios não ousam se aventurar ali. Bouncer pensou que já conhecia o inferno. Mas ele descobre que o último tem múltiplas faces.

 

FRANÇOIS BOUCQ 

Nascido em Lille (França), em 1955, François Boucq inicia a sua carreira em 1974, realizando caricaturas políticas para revistas como «Le Point», «L'Expansion» e «Playboy».

Embora os seus primeiros trabalhos tenham um cunho marcadamente humorístico, «Cornets d'humour» (argumento de Philippe Delan, 1978), «Rock Mastard» (argumento de Delan), «Les Leçons du professeur Bourremou» (argumento de Pierre Christin), "Les Pionniers de l'aventure humaine" (1984) a partir dos anos 80, Boucq começa, a par do humor, a dedicar-se a histórias mais realistas. Surge assim, em parceria com o escritor americano Jerome Charyn, «A Mulher do Mágico» (1984) e «Boca do Diabo» (1989).

Dotado de uma capacidade de trabalho pouco comum (chegou a desenhar duas pranchas por dia, sem por em causa a qualidade que tinha proporcionado a fama), François Boucq trabalhará ainda com o escritor e argumentista Alejandro Jodorowsky em «Face de Lua» (1991), em"Trésor de l'ombre" (1999) ou no western «Bouncer».

François Boucq foi Grande Prémio de Angoulême em 1998 e a sua mais recente obra «Le Janitor - Tome 5», com argumento de Y. Sente, foi publicada em França em Setembro de 2017.

 

Procurar também nestas categorias: Página inicial, Livros